To our foreign visitors: Our site is in Portuguese. If you have any difficulty ordering, please contact us and we will help in everything we can.
  • CONTOS, BEPPE FENOGLIO
  • CONTOS, BEPPE FENOGLIO

CONTOS, BEPPE FENOGLIO

13,50 €   15,00 €
IVA incluído

Título: Contos
Autor: Beppe Fenoglio

Tradução: João Coles e Rui Miguel Ribeiro

Selecção: Edoardo Borra

Revisão: Rui Miguel Ribeiro e Mariana Pinto dos Santos

Design e paginação: Rui Miguel Ribeiro

1a edição, Março de 2023

180 páginas
Tiragem 500 exemplares

ISBN 978-989-53291-9-9

Saguão 29

«Escrevo por uma infinidade de razões. [...] Certamente não por diversão. Luto contra isso. A mais fácil das minhas páginas emerge sem pensar de uma dúzia de dolorosas reelaborações. Escrevo with a deep distrust and a deeper faith
                                                        Beppe Fenoglio

 

«Os contos reunidos nesta edição pretendem dar ao leitor uma ideia do conjunto de toda esta obra, com a tradução daqueles que não só se revelaram mais centrais do ponto de vista da sua recepção crítica (literária e política, na qual o primeiro de todos,

«Os vinte e três dias de Alba», foi capaz de causar tanto agrado como desagrado nas hostes de quem vivera a luta partigiana), mas também na construção de toda a arquitectura da narrativa fenogliana que se irá consumar nos romances póstumos: Uma Questão Privada, publicado pelas Edições do Saguão em 2020, La paga del sabato e sobretudo em Il partigiano Johnny.
Nestas histórias, ao longo de uma variedade de episódios, deparamo-nos com um carácter épico profundamente humano, isto é, com um registo heróico marcado por fortes contradições onde coexistem honra e vã glória, coragem e avidez, afecto e desprezo, redenção e desespero. Estes contos, feitos destes contrastes e marcados por uma linguagem que não hesita em agredir a realidade ou procurar uma moralidade para lá das raias sociais, deixam-nos presos à sua leitura num solitário desafio, talvez idêntico ao do jovem narrador de «Um dia de fogo» quando procurava descer até ao rio Belbo para se fixar na água dos remoinhos e ver até que ponto conseguia resistir à sua atracção